22 de Junho de 2016

Qual é a diferença entre ervas frescas e desidratadas ou secas?

1858

Descubra a diferença e como usar ervas frescas e secas.

Utilizar ervas e especiarias para temperar a sua comida não é questão somente de sabor. Isso é importante, muito importante, aliás, mas esses temperos também possuem muitos nutrientes que fazem muito bem à sua saúde. 

Nós já falamos sobre como plantar e manter ervas frescas em sua casa com pouco espaço, mas entendemos que isso não é para todo mundo. Seja por falta de tempo, paciência ou vontade, para algumas pessoas, é impossível ter ervas frescas o tempo todo disponíveis. 

Assim, as ervas secas e desidratadas acabam sendo a opção para temperar a comida. E não há problema algum nisso!

A questão é que você deve saber quando e como usar ervas frescas e como e quando usar ervas secas e desidratadas. Apesar da essência ser a mesma, a sua utilização deve ser diferente. 

Em geral, as ervas secas são apenas o resultado da desidratação das ervas frescas, essa é a diferença entre uma e outra. Assim, ervas secas e desidratadas podem ser conservadas por semanas enquanto ervas frescas raramente duram mais que alguns dias, na melhor das hipóteses.

Porém, em relação às ervas secas, alguns produtos acabam utilizando conservantes e outros produtos químicos em suas fórmulas, então fique de olho para evitá-los, preferindo sempre apenas as ervas secas desidratadas naturais.

Agora, caso você tenha ervas frescas e ervas secas disponíveis, é preciso saber quando usá-las. 

Quando eu devo usar ervas frescas

As ervas frescas não reagem bem à tempos longos de exposição ao calor, por isso, não são a melhor opção para assados ou cozimentos de longa duração. As ervas frescas, portanto, são ideais para pratos com pouco tempo de cozimento, saladas e molhos rápidos.

Caso você queira usar ervas frescas em sopas, assados, e pratos que ficarão mais que alguns minutos no fogo, adicione as ervas frescas somente na finalização dos pratos. O manjericão, por exemplo, deve ser colocado sobre as pizzas somente após retirá-las do forno; ervas como cebolinha, tomilho e outras devem ser adicionadas à sopa ou aos molhos apenas alguns minutos antes de você servir.

Quando eu devo usar ervas secas

As ervas secas possuem a vantagem de concentrar os sabores, mas a sua desvantagem está no tempo. Nós explicamos: para que as ervas secas e desidratadas liberam a sua fragância e sabor aos pratos, elas precisam de mais tempo no calor.

Por isso, não espera o final dos assados ou cozimentos para adicioná-las. Deve-se fazer justamente o contrário das ervas frescas: adicione as ervas secas logo no início da preparação. 

Em uma sopa, por exemplo, você pode adicionar as ervas secas antes mesmo de colocar a água. Porém, tenha em mente que por ter maior concentração de aroma e sabor, você deve usar as ervas secas em menor quantidade que ervas frescas - em proporção de 2/3 de ervas secas para a mesma quantidade de ervas frescas - para não passar do ponto no tempero.

Não escolha: use ervas frescas e ervas secas

Se você tiver a chance, não escolha entre ervas frescas ou ervas secas. Use as duas! 

Basta colocar as ervas secas no início da preparação e adicionar as mesmas ervas frescas ao fim para realçar os sabores. Isso irá garantir pratos de muito sucesso! 

Comentários